categorias: Comportamento

A obrigação de ser brilhante todo dia.

Porque se fosse possível a gente(eu no caso) sairia com um pote de glitter para dar uma brilhada por onde eu passo. Sim, isso seria incrível se a vida fosse Carnaval. Não, para, vortaaaaaaaaa, não tô falando de brilho da make, mas de uma necessidade quase surreal de ser brilhante e incrível todo dia…Sim, esse é mais um post da série: Melhore Carolina…

Claro, que as coisas que posto aqui tem uma relação direta com alguns fatos de minha vida, até aí nenhuma novidade. Sim, eu posto red carpet porque eu gosto, cabelo porque vivo querendo mudar, maquiagem porque sou a aloka do batom por aí vai..Mas, nem tudo se resume a isso. Falo também, de auto estima, comportamento e coisas que me incomodam, das roupas que insistem em não servir até de alguns jeitos que enxergo o mundo. Nessa detecto alguns “defeitos” meus que percebo que não só são meus…mas, de um monte de gente também…

Andei sofrendo de uma síndrome do brilhantismo(não sei se me libertei e sei se isso existe,mas explico…) tipo preciso ser perfeita em todos meus campos de atuação. Amiga, mulher, profissional, blogueira, senhora fitness e por aí vai…Sim, rola um  excesso de tarefas…Sim trabalho muitoooo e  tudo isso aí exige um bocado de esforço(ser quiser ser perfeita, imagine que demanda)

Comecei a perceber que a minha cobrança interna, estava enorme…E o sentimento de não dar conta, tem ocupada minha mente…Não consigo ser a melhor amiga, a blogueira mais presente, a professora mais incrível, a artista mais criativa e a mulher mais legal. Simplesmente não dá, a conta não fecha…

Não é fácil, administrar isso dentro de mim, confesso. A vontade que dá é tomar uma dose de café com glitter como se fosse possível tomar dessa maneira esse jeito do ser brilhante. Não, não é possível. Tenho tentado fazer menos, estar menos, acumular menos feitos e ticar menos tarefas(porque muitas vezes me sinto apenas, ticando e não vivendo as coisas). Para isso, só estou encontrando um remédio tento entoar um auto mantra me dizendo bem suave: Você não precisa ser brilhante todos os dias, as vezes funciona, as vezes não…

E vocês já sentiram isso??

categorias: Beleza

Lábios neon, a mais nova moda do instagram.

 

Bom, se tava faltando alguma coisa para completar a moda anos 80/90 não está mais… A moda neon chegou na maquiagem. A gente já tinha visto o invible eyeliner(e outras linhas estranhas nos olhos) , que também estavam sendo usado com um toque de neon. Mas dessa vez,  a invencionice vem de uma maneira bem inusitada, com destaque neon para os lábios.

A ideia parece simples, um batom mais escuro no centro dos lábios, seguido por um outro mais claro e fosco para preencher as partes externas. Então, para obter esse efeito brilhante é só sacar um pincel fino com um creme ou batom branco para fazer uma linha e reforçar a iluminação.

Eu não usaria, mas sou velha, conservadora e chata. E vocês o que acham??

categorias: Comportamento

Por que não depilar ainda incomoda tanto?

Miley depilando depois da polêmica com suas axilas no Grammy.

Lá vem as pautas da discórdia….Vamos começar do começo. Não, eu não pretendo parar de me depilar, talvez porque alguns pelos me incomodem e eu decidi que não quero ficar com eles. Faço muito exercício físico e eu particularmente não me sentiria bem sem estar depilada. Dito isso, vamos ao assunto do post…

Toda vez que uma celebridade aparece com a axila sem depilar acontece um furor. Mil jornais e sites de fofoca expõem a famosa em questão, como se ela tivesse  infringindo a maior lei das celebs: a lei do sovaco depilado(Vamos combinar que quem nunca deixou um pelo crescer para poder depilar depois??. Acho que não é o caso de todas, mas e daí? ). 

Lourdes Maria , a última a causar furos com suas axilas.

Ok, que durante muito tempo isso foi regra. E a questão central não é nem a depilação(reforço que sou dessas que amo me utilizar de uma cera) , mas o fato da liberdade. Como a gente sabe estamos cada vez mais encontrando nossos espaços e determinando aquilo que gostamos e queremos para nós. Se você curte uma axila depilada, ok. Se você não curte, ok também. A ideia é que a cada dia, cada vez mais comportamentos e regras ultrapassadas sejam quebradas e as coisas sejam normalizadas. Talvez um dia você se depare com um sovaco cabeludo ou uma bunda com celulites e nem ligue mais…E não seja mais manchete, as famosas que infringiram a lei do sovaco e por aí vai…A ideia é essa…Cada um faz o que quer com seu corpo e tudo bem…Você não precisa ter vergonha de seu corpo e de suas escolhas(auto-mantra).

E vocês já pararam para pensar sobre isso?