categorias: Comportamento

Achei que era impossível, mas tô correndo: 5 dicas e coisas que aprendi.

Esses dias estava conversando com umas amigas sobre corrida. Acho que nunca falei desse assunto aqui no blog, mas sim eu corro. Vocês sabem que sempre fui de me movimentar, não escolhi dança como profissão à toa(tá esse é outro assunto). Mas, correr sempre foi um coisa muito distante, sabe aquelas metas impossíveis? Então… encarei assim por anos..Lembro que uma amiga me convidou para fazer uma prova de corrida de 5k e eu ri. Falei que jamais conseguiria correr isso, enquanto outras amigas me diziam que não iriam acordar cedo em pleno domingo para correr tão pouco e iam enfrentar a prova de 10k, surrealidade pura…Enfim, tudo isso para dizer que sim é possível correr, muito mais do que você imagina…basta começar…E como vocês sabem sou muitoooooooo legal e vou compartilhar algumas dicas que funcionaram para mim.

Se alimente e se hidrate antes de correr- Já corri bem alimentada(péssima ideia). Já corri em jejum(só no bulletproof), já corri sem tomar muita água um dia antes(péssima ideia).O lance é obvio procurar uma nutricionista que te indique o que é melhor par você. Fui fazendo acordos com minha nutri e hoje me sinto ótima um dia antes da corrida, comendo carbo e proteína leves, além beber muito água. No dia da corrida, eu aposto no bullet e uma manteiga de coco com nibbs de cacau e é suficiente para mim. Durante o percurso não bebo água, só molho a boca(porque sou a rainha do xixi).

Compre um tênis e uma meia de qualidade- Esse é um capitulo à parte, já apanhei muito para escolher o look ideal de correr. E juro que não tem nada a ver com sair bem na foto. É que depois de alguns minutos correndo, tudo que está desconfortável me irrita(tiro corrente e tudo que balança). E o tênis e a meia são muito importantes, um para absorver bem o impacto e o outro para absorver o suor e evitar bolhas.

Se junte a um grupo de corrida-  Aqui no meu prédio tem uma galera muito animada para correr. Começamos com eu e mais duas amigas e o bonde foi crescendo. Hoje tá desse tamanho e ainda falta gente. É muito mais animador e divertido quando você corre de galera, assim a gente evira furar o treino.

Meu grupo de corrida, comandado pela Roseli Personal.

Se inscreva em uma prova- Parece loucura e talvez seja, mas mesmo que você esteja começando se inscreva em uma prova. Considere se inscrever para um 5K, e deixe uma margem de dois a três meses, até a prova para você se preparar(meu personal foi trabalhando vários exercícios para eu chegar lá). Ter uma corrida no calendário fica muito mais fácil manter um plano de treinamento regular, mantê-lo consistente e mantê-lo motivado durante os dias difíceis(sim, tem dia que você corre fácil tem dia que é péssimo).

Aliás, aqui em São José dos Campos, dia 03 de setembro, as 8 da manhã, vai rolar uma prova do Circuito Oscar Running Adidas (vai ter em Guará e Mogi também, veja o calendário e se inscreva aquitem para quem quer correr 5k, tem para quem quer correr 10k. Adoro um desafio, me inscrevi para 10K (nunca corri 10, me desejem sorte). E como dizem minhas amigas, não vou acordar cedo em um domingo para correr 5k. Bora ajustar os treinos e quem sabe a gente não se encontra lá ou em marca uma corridinha?! Vamos?

obs: não vou nem fazer alarde que é a segunda semana que tem foto minha aqui…

categorias: Comportamento Moda

O vestido mais popular que a Zara já teve.

Olha eu de novo de olho nas modinhas do instagram. Dessa vez, a história é no minimo inusitada. A gente tá cansada de ver e saber que vez ou outra que uma peça cai no gosto das instabloggers e por consequência vira febre e o negócio vende mais que coca cola no deserto.

Pensa se essa peça é da Zara, a coisa se multiplica em zilhões de vezes. Creio que por dois motivos: 1- o volume de peças que são produzidas. Mais gente comprando, mais gente tirando foto, mais popular a peça fica. 2- a facilidade de acesso a peça pela quantidade combinada com o preço. Rola um desejo e uma concretização de compra(caso você tenha sorte de achar a peça) e um sentimento de “eu pertenço a moda”.

Dito isso, A última bolacha do pacote da Zara é um vestidinho azul, ombro  a ombro de cambraia, bem simples e até ousaria dizer comum…. Aquele que você tem a sensação que já viu em algum lugar. O bichinho ficou tão famoso que ganhou um Tumblr (a conta chama The Blue Off-The-Shoulder Dress From Zara) Lulu Krause pegou a onipresença do vestido e documenta quem usa desde então. Pasmem a Lulu pediu o vestido emprestado para “testa-lo” e ela disse que o vestido não é confortável, porque não dá para mexer os braços se não ele sobe.

Aí que mora a pergunta que não quer calar: Por que uma peça (nao confortável) de repente vira febre??

categorias: Comportamento Moda

Quando comprar roupas não renova seu guarda roupa

Lá vemmmmm…então eu amo uma roupa nova. Quem não?? Colocar uma pecinha nova é para lá de animador em alguns casos. Bom, mas como disse apenas em alguns casos. Esses últimos tempos comprei várias coisinhas, peças novas e legais (tava no espirito, acordei rica todo dia). Eis que hoje estava saindo e fui me vestir e pensei: não tenho roupa. Opa, opa, opa…Isso não é verdade, meu armário está cheio de coisas. Comprei várias coisas e não renovei nada…

Então, o que está acontecendo??? Olha a crise de identidade aí genteeeeee(Vai, imaginando o Neguinho da Beija Flor, anunciando esse enredo). Ai, Carol, lá vem você com essa outra vez com essa história, amiga simplesmente pareeeee(Vai imaginando um diálogo nosso). Mas, genteeee. Tenho pensado algumas coisinhas sobre esse assunto e queria dividir com vocês. Acho que é um mix de coisas ou será falta de mix de estampas(contém ironia)???

1- Embora o armário tenha muitas coisas legais eu sempre uso as mesmas coisas- Acho que aí rola uma preguiça ou um cansaço do meu jeito de me vestir e não das minhas roupas…Confusooo. Sim, dei um monte de coisas(nessas horas confesso que não adoro me desfazer das coisas porque me arrependo com o impulso, mas mesmo assim dei), comprei outras para renovar e confesso que quase sempre vou nas mesmas coisas que uso dia a dia.  Tipo to proibida de comprar moletom cinza…E ao mesmo tempo, tô me forcando todo dia a usar uma peça que não uso a tempos …

2- Onde anda meu estilo?- Sabe aquele pensamento que algumas pessoas tem e a gente tem sobre os outros do tipo: Ai, isso é a cara de fulanaEntão isso é um indicativo de algo que se relaciona com o estilo da pessoa. Só que isso não tem funcionado muito comigo. Às vezes vem alguém e me diz: Nossa, isso é sua cara. Às vezes a pessoas acerta, mas as vezes dou aquele sorriso amarelo e digo(porque um dia morro de sincerídio): Acho que não. Isso, me faz pensar que ou estou passando a mensagem errada ou meu estilo se perdeu por aí.

3- Será um crise de meia idade?- Dramas da classe média? White Girls Problems? Yes, tudo isso junto misturado. Quem nunca? Eu sempre, mas tem épocas que a coisas fica feia. Tipo agora, será um crise existencial(Olha o drama) ou apenas devo respirar que vai passar. Já, já encontro novamente o prazer de achar looks e combinações diferentes no meu armário.

Sempre tive uma solução mágica para esses momentos, mas dessa vez a coisa tá brava. Nem as roupas novas me reanimaram para sair por aí, montando looks incríveis. Será que tem cura? Vocês já passaram por isso?