categorias: Famosos Moda

Blake Lively em um look para gente amar…

Sim, nem todo mundo nasceu Blake Lively, né amores? Sim, aquela linda que poderia sair na rua amarrada em um lençol que ainda assim continuaria incrível. Só que a bicha é daquelas ruins porque além de escolher os looks impecavelmente,  “pracabá” nós deixa lições algumas lições  de moda com seus looks. Vamos a elas nesse look lindo que ela usou em um dia de fashion week(sim, a atrasilda só viu agora).

Galeria de imagens

1- Como fazer um mix de estampas caprichado- Vamos escolher no minimo três estampas para um mix?? Valendooooo…Como fazer sem errar?? A Blake seguiu a regra número um do mix, escolha uma cor de base e se joga. No look tem pied-de-poule, tem bolinhas(ou brilhinhos)  e essa estampa romboide (fui buscar lá na aula de geometria da 5a série, nas minha época chamava assim) que deixou o look meio Cruela(acho Cruela Devil chiquérrima, só para esclarecer)

2- Como usar black and white sem parecer monótono- A ideia de colocar várias estampas causa essa interesssância. O sapato branco suavizou todo o look predominantemente preto

3- Como equilibrar as proporções- Olha que legal, a gente sabe que o comprimento dessa saia e demasiadamente ingrato, mas ficou bem proporcional quando usado com uma cropped.  A sobreposição dos casacos também é bem interessante, o de baixo mais curto que o de cima deu um super equilíbrio no look.

4- Como nascer linda- Brinksssssssssss essa dica, só por  e com Deussss, amores.

E, ai o que acharam?

categorias: Moda

A gente é o que a gente veste? Os looks da Chiara Ferragni e uma reflexão sobre roupa e identidade.

Chiara-Ferragni_Street-Style_Fashion-Photography_by_Nabile-Quenum_JaiPerduMaVeste_Paris-Fashion-Week-Haute-Couture-Fall-Winter-2016-4151

Olaaaaaaaaaaaaaa. Hoje o título era bem maior resolvi dar uma cortada porque se não vocês iam ter certeza que eu ganho um dólar por caractere. Enfim, hoje eu tô aqui por duas coisas: primeiro para dar uma espiadinha no que a super blogger Chiara está usando e segundo para dar uma pensada nessa relação de roupa e identidade. Não sei se chegaremos a uma conclusão, mas é para gente pensar mesmo.

Galeria de imagens

Faz um tempo que tenho observado a Chiara(talvez nesses 6 anos de blog, um pouquinho cada mês) e fico tentando achar uma identidade nela. Sim, ela é linda. Por mais que eu ame os looks, morreria se pudesse usar qualquer uma das peças. Acho montado demais. Óbvio que tem um stylist que monta os looks para ela,  até aí tudo bem. Mas, o que me pega na verdade não é isso, e sim a minha sensação que quase todo look não parece com ela. Sim, esse é o trabalho dela, mas ela é um cabide de brands e deve ganhar rios de dinheiro para usar exatamente os que as marcas mandam. Ou será que ela não tem um estilo definido e usa qualquer coisa(pode ser também)?

Galeria de imagens

Agora vamos traduzir isso para a vida real, para o nosso dia a dia. Quem nunca viu aquela pessoa que faz isso, mesmo sem ser paga? Vai a uma loja e se veste da cabeça aos pés cheia de marcas ou se veste com todas as tendências que estão em voga, mesmo que elas não se relacionem com sua personalidade. Sabe aquele pensamento que algumas pessoas tem e a gente tem sobre os outros: Ai, isso é a cara de fulanaEntão, isso é um indicativo de algo que se relaciona com o estilo da pessoa, que tem a ver com hábitoslifestyle, gostos e desejos, que permitem a gente identificar um estilo. Sabe aquela frase “isso é minha cara” ou “isso eu jamais usaria”, então…. são frases que juntando tudo moldam nosso estilo de vestir.

Só que tem gente que não consegue deixar clara essa mensagem. E, talvez a Chiara não queira deixar isso claro justamente porque ela quer abarcar a maior gama de possibilidades de clientes possível. O que me faz pensa de fato: A gente é o que a gente veste? 

categorias: Moda

O que veio antes o ovo ou a galinha?

Kat Graham

Como dia ThaynaraOg (sim, lá do snapchat) estou aqui só pela polêmica e essa semana estou nessa vibe. Enfim, quanto estava vendo os looks do iHeart Radio Music Awards me deparei com um look muitoooo parecido com um que que já tinha visto algumas famosas daqui. Meu radar investigativo ligou e imaginei que deveria ser uma versão inspired do original da Coleção da Chloé e era. Até aí, ok, Embora não ame as modas inspiradas, porque acho que dá para ser original sem ficar parecido com nada nem ninguém, eu aceito.

ovo2

Nesse sentido, morro de saudades de mais marcas super autorais, que realmente criam todo seu estilo e constroem um DNA, mas acho que isso cada vez mais tem ficado no passado. Isso porque é mais fácil apostar em algo que já deu certo em outra marca para facilitar a venda. Vi que a marca brasileira fez outra peça(na foto abaixo) que é super/hiper parecida com a Chloé, depois descobri que a Zara também se inspirou nesse mesmo look na sua coleção.

ovo1De fato não sei o que pensar por um lado entendo as marcas apostarem no certo, por outro eu consumidora não compraria algo que fosse tão igual ou parecidíssimo com um original. E vocês o que acham?