categorias: Moda

A culpa é da Leandra Medine: Eu quero um jeans mom.

Vocês lembram dessa tag?! Só pra começar nosso papo de hoje, quero deixar claro que adoro a Leandra Medine do Man Repeller. Primeiro, amooo pessoas autênticas(e fora da casinha), que não seguem padrões e não usa o o que todo mundo tá usando(apesar de eu querer ser ela no quesito estilo). Isso, por si só já me faria ama-lá por uma eternidade. Táaaaaa, mas não é disso que você veio falar, Carolina…

Sim, eu quero um Mom Jeans. Fui influenciada digitalmente pela Leandra e já que os anos 90 estão de volta, porque não(eu já tive uma linda nos anos 90 que eu acabei dando)?Adoro essa cintura mais alta, de lavagem clara de preferência e modelagem mais larga reta(não aperta a coxa e você sabem minha onda com o conforto). Tô vendo que vai ser igual a saga da calça boyfriend que só consegui comprar esse ano, mesmo desejando faz uns 3. Me desejem sorte.

E vocês curtem essa modelagem?

categorias: Beleza

A não maquiagem e o aparecimento de um novo jeito de pensar a moda e a vida.

Ai, sem orrrrrrrrrrr tô reflexiva essa semana, nuuuuuu. Deixaaaaaaaaaa. Será porque defendo minha tese de doutorado na 3a feira e estou nessa fase de fechar ciclos e abrir novas percepções de mundo? Não sei, o fato é que tô pensando em valores e o peso que a gente dá para eles. Óbvio que não vou hipócrita, assim como disse ontem  sou a favor de intervenções estéticas, plásticas e afins, mas sou contra isso virar obsessão. Tenho percebido um novo jeito de consumir, isso aos poucos está provocando desaceleramento da moda. Vide o crescimento de sites de pessoas que compartilham roupas e outras coisitas(trocam, alugam, doam, e até mesmo vendem). Às vezes rola um aluguel formal, às vezes rola uma troca sem necessariamente envolver money(não sei se já existe esse sistema de troca aqui no Brasil) Nessa pegada tem o mercado livre, olx, e o enjoei e alguns os sites de aluguel de roupa como Dress a Porter e Dress and go, que são alugam roupas  hi brands, o que é bem interessante. Isso, tem mudado bem lentamente o comportamento.

no makeup1

Mas, todo esse introito enorme foi para dizer que o menos é mais está chegando nas maquiagens. As super maquiagens, aquelas feitas por Camila Coelho no começo de carreira, tem dado lugar a uma pegada mais low profile tipo Leandra Medine(será que a culpa é da Leandra? rsAliás, vale a pena ler esse post I don´t wear makeup). Claro que Leandra usa maquiagem, mas é suave e deixa Leandra com cara de Leandra e não com cara de qualquer outra pessoa(aqui ó foi o único lugar que vi leandra super maquiada e achei estranho demais). Esse fenômeno de menos maquiagem por incrível que pareça chegou em Hollywood e também apareceu no Oscar, Alicia Vikander, Julianne Moore, Margot Robbie’s. Kate Winslet todas maquiadas, mas com leveza. Uma mudança sem dúvida e como toda mudança existe uma fase de adaptação, que escolheremos passar ou não.

Galeria de imagens

Será que estamos preparados para usar menos maquiagem?

categorias: Moda

Você decide: tornozeleira sim ou não?

tornozeleira

Quando eu tinha uns 17 anos (eita que faz tempo) eu me lembro que as tornozeleiras bombavam. Eu mesma tinha várias não que houvesse necessidade mas eita negócio para arrebentar e perder a toa(quando eu comprava eu comprava logo de duas caso arrebentasse eu já tinha uma de reserva um pouco de neurose confesso. Nunca gostei de perder as coisas ter uma de reserva me confortava. Essa mania se estende de para diversas coisas ainda hoje, se eu gosto muito compro logo de duas e esse é o caso das tornozeleiras). Talvez haja um povo que diga que ela nunca saiu de moda, mas não tô louca que ando vendo mais tornozeleiras que o normal… Acho que a diferença dessa nova/velha modinha é que dessa vez, tá liberado usar com a tênis, sapatilhas, scarpins. Será???

tornozeleira2Bom, o fato que tá todo mundo anda usando( será que a  a culpa é da Leandra Medine de novo?). O que vocês da moda das tornozeleiras,  sim ou não?