categorias: Beleza

O dossiê completo dos óleos mais populares usados no cabelo.

Vamos lá nós imbuídas da vontade louca de ter o cabelo de Blake Lively(leia-se descolorido e saudável, porque esse cabelo aí só nascendo de novo Carolina). Bom, o fato é que a busca por uma cabelo saudável é quase uma obsessão(que varia entre momentos mais intensos que eu fico de saco cheio e deixo o cabelo como está e fases que eu cuido do picumã). Nessa de procurar tratamentos para o cabelo fui avaliando prós e contras para o meu cabelo(lembra do desastre da queratina, veja aqui) e escutando as histórias que vocês me contam aí nos comentários(e algumas buscas na internet, óbviooo) e montei essa listinha de prós e contras dos óleos mais usados para dar aquele uauuuu no cabelo.

Óleo de Abacate

Eu uso assim: Tem dois jeitos, o primeiro é misturar em uma mascara de hidratação baratex. Outro é esquentando um pouco e passando direto nos fios mais ressecados.

Resultado:  Ele é o melhor para cabelos finos. Se o seu cabelo está mais fino, ele é um óleo leve que dá um brilho, mas não pesará os seus fios.  O óleo de abacate absorve rapidamente seu cabelo sem deixá-lo pesado ou engordurado.

Contras: Atenção na embalagem,  óleo de abacate deve ser puro e vegetal , se tem nas mistura a óleo mineral não são bons para o cabelo.

Óleo de Argan

Quanto Morrocan oil eu já usei nessa vida…Muitoooo e gosto…

Eu uso assim: Lavo o cabelo normal e depois dou um mini esquentada no óleo esfregando as mãos e passo no cabelo seco.

Resultado: Ele é um óleo leve, então se você não exagerar na dose, ele não pesa. Dá um brilho natural nos fios e sela instantaneamente os frizz da vida.

Contras: Por um lado esse o óleo faz o cabelo parecer brilhante, masnão confunda isso com a verdadeira hidratação e reparo. A maioria das empresas convencionais que incluem o óleo de argan em produtos também adicionam emolientes sintéticos para dar ao cabelo uma aparência brilhante e uma sensação suave. Ou seja, dependendo da marca que você comprar de óleo de argan não vai funcionar. Minha dica é tente primeiro o Morrocan Oil.

Óleo de coco

Eu já usei muito e para mim funciona, bemmm

Eu uso assim: antes de lavar coloco o óleo no cabelo do meio para baixo, deixo uns 10 minutinhos e entrono chuveiro,lavo passando o shampoo apenas nas raiz e depois ainda passo um condicionador.

Resultado: Quando uso parece que passo um super selante nas pontas. Adeus cabelo, com jeito de espiga.  A ideia é hidratar mesmo, e curto o resultado e estou usando uma vez por semana.

Contras: Acho, que para quem tem cabelo muito oleoso, não rola, meu cabelo é normal e seco nas pontas(agradeço as mechas por esse feito) e ficou ótimoMuita gente me dá o seguinte feeed back, para mim não funciona, porque pesa no cabelo. Ele ajuda nas perdas de proteinas, se seu cabelo está ok, de proteínas talvez não role

Alguns cuidados devem ser seguidos ao usar óleos no cabelo: 1- Não se exponha ao sol, com o óleo na cabeça( a não ser que a ideia for fritar miolos) ; 2- Óleo em excesso, ao invés de hidratar, pesa e pode

E vocês usam algum tipo de óleo no cabelo?

categorias: Beleza

Palm Painting : a nova técnica para descolorir o cabelo

Sim, né amores? Tava eu pesquisando como ficar um tico mais loira sem estragar o que já não tá bom. Lá vem mais uma pauta de cabelo, porque toda vez que ela aparece, significa um siricutico de mudança. Vamos dizer um Amém para esse brasileiro maravilhoso o Marcos Veríssimo(que atende em Londres, infelizmente) que inventou essa técnica de descolorir que promete danificar menos os fios.

Esqueça luzes, californianas e ombré hair. A nova técnica de iluminar o cabelo é chamada de palm painting, é feita com a palma da mão. Ela consiste em espalhar o descolorante no cabelo usando as palmas das mãos. Não há um padrão e a promessa é a naturalidade, porque sem papel ou pincel, não são criadas linhas ou marcações(dá uma olhada no vídeo).

Outra vantagem é a frequência com que você precisará voltar ao salão, pois como não tem demarcação de raiz, se elas ficarem mais escuras não tem problema.  Com uma manutenção mais espaçada, o cabelo sofre menos. Além disso, a técnica agride menos o cabelo, já que ele é clareado de uma forma mais lenta, sem os papelotes normalmente usados para acelerar o processo.

categorias: Beleza

Morena iluminada: expectativas e realidades.

Um dia antes de clarear meu cabelo sempre me encho de expectativas. E vocês já sabem, quando pinta assunto cabelo aqui nesse blog tô a fim de mudar e ou estou insatisfeita com o que tá tendo aqui no meu picumã.  Ixiiiiiii,  dá medo quando começo com posts assim. Sim, as últimas mil vezes que falei desse assunto cabelo e eu não tava satisfeita , fui lá mudei e deu ruim. Oremos que essa vez vai dar bom. Minha meta para 2017 é mudar com parcimônia. Prometo: chega de inventar modas estrambólicas, tipo descolorir demais ou cortar demais, porque já vi que meu cabelo não aguenta então, não vai nunca mais descer para o play.

Tá só para vocês verem que tô de boa. A ideia agora é ser uma morena iluminada. Mas, vamos as expectativas X realidades, não necessariamente nessa ordem. 

Expectativas:

1-Vou fazer hidratação toda semana- Toda vez que me programo para descolorir o cabelo já renovo o arsenal de cremes e máscaras. E adivinha?!? Fica tudo lá na prateleira, a espera de um milagre. A verdade é que só mexo a bunda quando meu cabelinho tá uma palha. Ai bate o desespero e eu taco todos os cremes juntos. Sei que não adianta e o correto é hidratar o cabelo ao máximo antes e ir hidratando e fazendo cronogramas certinhos após descolorir. Mas, cadê foco e paciência?!?

2-Meu cabelo vai ficar igual ao da fulana- Não Carolina, não vai ficar. Cada cabelo é um cabelo e até mesmo meu cabelo pode não ficar igual na próxima vez que repetir o mesmo procedimento. Sabe aquela história que a gente nunca se banha no mesmo rio duas vezes, pois é. Ou seja,  se seu cabelo não ficar igual ao seu, imagina igual da fulana. O que podemos ter é um monte de inspirações. Então vamos a elas, que elas são super importantes para que o meu/seu cabeleireiro possa ter uma vaga ideia do que tá querendo.

Realidades:

1-Tenho MUITOOOO cabelo branco- Minha realidade é essa, para cobrir o cabelo branco preciso de uma base boa (evito de fazer a pré pigmentação, explicação abaixo), para não ficar aquela sombra que parece que havia uns brancos por ali. Então, nessa de usar bases escuras, meu cabelo foi ficando preto, sem nuances de cor. Sabe aquele aspecto de cor chapada? Então…por isso vamos para o próximo passo descolorir.

2-Meu cabelo não aguenta descolorir- Por esse motivo evito a pré pigmentação, mas uma química nesse cabelinho fraco. Quem olha meu cabelo de prima, acha que ele é super resistente #sqn. Ele é grosso e passa essa mensagem errada. E por mais que eu conte a um cabeleireiro que não tá acostumado comigo, eles não creem, até ver o estrago que uma descoloração pode causar. Por isso, acho legal fazer sempre com o mesmo profissional, aquele que conhece meus/seus fios. Diante dessa pendenga e querendo nuances de iluminação no meu cabelo, meu cabeleireiro deixa os papéis bem pouquinho e faz o processo em várias etapas. Faz um mês, recupera e depois faz de novo em outra parte do cabelo. E assim vai…

Mas, qual a utilidade desse post mesmo? Talvez nenhuma.Talvez só para compartilhar minhas expectativas e talvez ajudar azamigas(vocês no caso) a perceber e conhecer um pouco do seu cabelo antes de embarcar em qualquer aventura. Se der bom mostro amanhã no snapchat, se der ruim também porque né? A vida não é só feita de maravilhosidades.

E qual a experiência de vocês com descolorir?