categorias: Comportamento

Rihanna e Chris Brown e o caso da propaganda machista

Fiquei pensando seriamente sobre o que escrever depois de um dia como ontem. Fiquei sem estômago para falar de coisas de moda, celebs ou beleza, depois do soco que nós mulheres e a sociedade recebeu como um todo . Mas, acho que podemos pegar o gancho para reflexões a respeito de alguns comportamentos que ainda persistem em nossa sociedade, na nossa vida e o que nós mulheres passamos todos os dias. Não estou me vitimizando como mulher, que fique claro, até porque tenho muitos privilégios e estou longe das grandes violências relacionadas as mulheres.  Mas, estou chamando a atenção para pequenos comportamentos que estão enraizados no nosso cotidiano, que sim, não podemos mais deixar passar. Eis que ontem o Snapchat, que tá bem mortinho, mas ainda com muita adesão me lança essa propaganda…

A violência não é uma piada. É uma verdade para a grande maioria da sociedade, mas às vezes as coisas acontecem que escapam a compreensão. Esse é um exemplo, esse anúncio que foi lançado no Snapchat na semana passada, para promover o jogo O que você prefere,  eles usaram a imagem de Rihanna, Chris Brown e uma pergunta infame: você prefere dar tapas ou socos? 

O anúncio se refere aos eventos que ocorreram em 2009, quando Rihanna foi atacada por seu namorado Chris Brown, e não pode ir aos Grammys por causa dos ferimentos sofridos. Embora a própria Rihanna tenha afirmado em muitas ocasiões que preferiria esquecer o que aconteceu, é algo que permaneceu na memória da maioria de nós.

Não, não é engraçado fazer piadas desse tipo. Não é engraçado, diminuir as mulheres, não é engraçado evidenciar a violência. Nesse momento tão difícil que passamos, se não estamos dispostas a nos engajar em grandes causas, nosso papel e cuidar da nossa volta. Dizer não à aquele amigo que faz uma piada sem graça sobre as mulheres, negros, lgbts,  e por aí vaí…Quem sabe um dia nós consigamos nos fazer entender…Sigamos com fé e esperança que se não podemos mudar o macro, podemos fazer a nossa parte nas pequenas coisas da nossa vida.

categorias: Beleza Comportamento

Quando falar, você está magra…. pode ser um elogio?

Lá vemmmmmm as pautas da discórdia(beijos Tati, Por mais um carimbo-Para quem não sabe é assim que essa minha amiga chama essa tag). Sim, amores porque né? Não aguento não comentar um assunto polêmico. Bom, vamos a ele…Quantas vezes escutamos que não é legal exaltar a magreza, por N motivos: o culto ao corpo já era, às vezes a pessoas emagreceu por doenças diversas(vou incluir as doenças da alma e tristezas da vida)  e aí você vai lá e exalta esse aspecto ruim que a pessoa quer esquecer . Enfim…se eu fosse colocar os motivos a gente só ia falar disso.

Preta Gil que está ilustrando esse post,  emagreceu 8 kilos por conta de uma doença. Tá vendo porque não dá para julgar o livro pela capa e no caso da Preta, embora ela esbanje felicidade. Isso nada tem a ver com sua magreza.

Gostaria de colocar outros pontos só para a gente pensar…e que nem tudo é pão, pão, queijo, queijo. Ser magro não é sinônimo de beleza, assim como ser gordo, alto, baixo, loiro, moreno, de olhos verdes ou negros, isso são apenas características físicas. A gente já falou aqui que beleza depende muitos fatores que nadaaaaaaaaaa tem a ver com as características físicas. Pode parecer clichê, mas beleza vem de dentro.

E é aí que acabei meu ponto e a gente vai lá para o começo do post…Associar beleza ao emagrecimento de alguém, pode ser legal quando…. aquela sua amiga que se colocou uma meta (nesse caso a de emagrecer) e ela por seus méritos chegou em algum lugar e está feliz com suas conquistas. Percebe que continua não tendo a ver com estar magra, mas sim com estar feliz.

Enfim, tá trabalhada no textão, ein Carolina??? Paraaaa migla.

categorias: Moda

Nunca é tarde para começar nada.

Os anos vão se passando para mim(e para todos né amore?!) e cada dia mais penso sobre mudanças de comportamento, de estilo, de vida ou de qualquer outra coisa. Tava pensando isso esses dias principalmente porque muita gente me pergunta(amigas mais velhas) o que eu acho delas procurarem uma aula de ballet. Minha resposta é sempre essa: Nunca é tarde para começar nada.

Para a gente começar aquilo que sempre quisermos fazer, acho fundamental algumas dicas:

1- Faça uma lista– Nela coloque tudo o que você sempre quis fazer, mas nunca deu tempo ou você deixou para depois. Essa lista inicial é sem limites, escreva tudo sem julgamentos desde beber mais água, começar a frequentar um grupo de meditação, acordar mais cedo, pintas as unhas toda semana, até viajar para Mauritânia, se esses forem seus desejos, o céu é o limite.

2- Organize em categorias– Depois de fazer um listão imenso, organize em categorias. Viagens, resoluções do dia a dia, compras, iniciar novas atividades e por aí vai. As categorias vão depender

3- Determine prioridades– Tá a lista pode ser imensa, mas tudo precisa ser elencado em ordem de prioridades. O que você pretende realizar primeiro?!?!

4- Coloque prazos– Agora a ideia é ter prazos para colocar as coisas em prática. Determine coisas de curto, médio, longo prazo, mas não esqueça de colocar datas limites exatas para as coisas acontecerem.

5- Plano de Ação- Agora para cada uma das ideias tem que rolar um planejamento. Ou o que tô chamando de um plano de ação, por exemplo: Se você quer comprar um carro, quanto você precisa juntar de dinheiro? Onde você aplicar seu dinheiro? e por aí vai…

6- Lembre-se sempre“Nunca é tarde demais, ou cedo demais, para ser quem você quer ser. Não há limite de tempo. Comece quando quiser. Mude ou continue sendo a mesma pessoa. Não há regras para isso. Você pode tirar o máximo proveito ou o mínimo. Espero que tire o máximo. Espero que veja coisas surpreendentes. Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes. Espero que conheça pessoas com um ponto de vista diferente. Espero que tenha uma vida da qual se orgulhe. E se não se orgulhar dela, espero que encontre forças para começar tudo de novo. ’’ Trecho do filme “O Curioso Caso de Benjamin Button”

E quais são seus desejos que nunca colocam em prática??