categorias: Comportamento Moda

Tamanhos normais e um jeito de usar os looks das celebridades na vida real.

O instagram presta muito desserviço, mas também tem muita gente legal trazendo iniciativas que democratizam e trazem a moda um pouco mais perto de nós. Digo, isso no sentido de quebrar tabus, do tipo só se veste bem quem tem dinheiro é magra e alta. E não é bem por aí, aliás não é nada por aí…Esse é o caso da  Katie Sturino, e seu Instagram é The 12ish Style e ela é pura inspiração para o nosso dia a dia.

Essa menina faz uma reprodução de roupas maravilhosas que varias famosas usam e ela não parece,  nem mede como uma modelo de passarela. Ela mostra que você não precisa usar tamanho 36 para ser incrível em qualquer evento ou atividade. Nenhum estilo pode resistir a ela: nem o casual nem o mais elegante. E a propósito, Katie nos ajuda a descartar alguns mitos , como as listras horizontais nos fazem mais largos ou temos que fugir do branco e de look com camadas, se não formos magérrimas.

HORIZONTAL STRIPES 4 ALL! New #SuperSizeTheLook on the blog ft Ms Alexa Chung🔥tap for credits!

Uma publicação compartilhada por Katie Sturino (@the12ishstyle) em

Will the real Jessica Alba please standup? #supersizethelook (details on the blog) pic by @jamiemagnifico

Uma publicação compartilhada por Katie Sturino (@the12ishstyle) em

Everything @gisele does is smoking hot…including this easy breezy basics look. #supersizethelook

Uma publicação compartilhada por Katie Sturino (@the12ishstyle) em


Nenhuma celebridade escapa ao radar de Katie Sturino, nem Gisele Bundchen nem Meghan Markle, para dar alguns exemplos. E em sua conta no Instagram, podemos encontrar suas roupas mais famosas em uma versão de gente como a gente. E seu blog , Katie Sturino usa o slogan “estilo para meninas com um tamanho de 42-48 vivendo em um mundo com tamanho 34” 

Por mais iniciativas como esta de meninas reais que nós ajudam a acreditar que somos lindas como somos….

categorias: Beleza

Vamos falar de mulheres reais?

stars-brands-led-impactful-body-positivity-campaigns

As feias que me desculpem, mas beleza é fundamental. Sim, esse é só um recorte do poema Receita de Mulher, do Vinicius de Moraes, que se visto apenas por essa frase soa um tanto seletivo( e talvez seja). Mas, que em outras partes cultua uma barriguinha (Acho que é meio esse o assunto do post, a seletividade na diversidade. Será?). Mas, não foi de interpretação de texto ou semântica que vim falar aqui hoje, mas vim falar de mulheres reais. Tá, mas o que você Carol, considera mulher real e o por que esse assunto agora? Bom, tá a maior moda. Sim, moda porque é o assunto do momento e todo mundo tá falando de aceitação, principalmente, em se tratando de mulheres plus size(O que é ótimo). Tem também um lance de aceite como você é com sua formas, “defeitos” e qualidades(que se aproxima do que acredito, porque acho que todo mundo tem sua beleza e ela nada tem a ver com estética. Já falei aqui ó, sobre o que eu acho que te faz linda).

lane-bryant-launched-its-body-campaign

Vou falar primeiro o que me incomoda quando o assunto vem com o tema “mulheres reais”. Para começo o que são mulheres reais??? Eu, você, minha mãe, minha vó, sua tia, todas somos mulheres reais. Umas magras e musculosas, umas magras e flácidas(tipo eu), umas gordinhas e durinhas, umas cheias de celulite(eu no caso de novo) umas lindas(se olharmos para os super ideais de beleza) e outras nem tanto. Mas, o que vejo quando o assunto ou a propaganda é sobre mulher real, são pessoas que não tem corpo de modelo(leia-se magérrimas), mas que ainda sim, são modelos (plus size ou não) ou mulheres bem bonitas. Ou tem alguma mais ou menos nas fotos acima e abaixo?

mulheres-reais-00

Não, que eu não ache ótimo uma beleza diferente da ditadura da magreza, muito pelo o contrário. O que critico é que não tem nada de realidade nisso. Primeiro porque quase sempre rola muito photoshop, não para tirar as curvas, mas as imperfeições de pele e etc...Não sou contra photoshop, acho que usado bem é ok, mas não me venha vender isso como realidade. Realidade tá muito mais perto do #cellulittesaturday do que as possíveis campanhas que empregam uma falsa beleza real. Porque embutida nelas ainda está um conceito de beleza, que seja um novo padrão, mas ainda sim um padrão do que é belo(as consideradas feias e as mulheres reais mesmo, estão fora disso). Acho que estou muita mais na vibe Lena Dunham que não tá querendo impor nenhum padrão, mas um jeito diferente de se aceitar e de estar bem com a gente mesmo.

E vocês o que pensam disso?