categorias: Beleza

Palm Painting : a nova técnica para descolorir o cabelo

Sim, né amores? Tava eu pesquisando como ficar um tico mais loira sem estragar o que já não tá bom. Lá vem mais uma pauta de cabelo, porque toda vez que ela aparece, significa um siricutico de mudança. Vamos dizer um Amém para esse brasileiro maravilhoso o Marcos Veríssimo(que atende em Londres, infelizmente) que inventou essa técnica de descolorir que promete danificar menos os fios.

Esqueça luzes, californianas e ombré hair. A nova técnica de iluminar o cabelo é chamada de palm painting, é feita com a palma da mão. Ela consiste em espalhar o descolorante no cabelo usando as palmas das mãos. Não há um padrão e a promessa é a naturalidade, porque sem papel ou pincel, não são criadas linhas ou marcações(dá uma olhada no vídeo).

Outra vantagem é a frequência com que você precisará voltar ao salão, pois como não tem demarcação de raiz, se elas ficarem mais escuras não tem problema.  Com uma manutenção mais espaçada, o cabelo sofre menos. Além disso, a técnica agride menos o cabelo, já que ele é clareado de uma forma mais lenta, sem os papelotes normalmente usados para acelerar o processo.

categorias: Beleza

O penteado mais usado do momento: eu queroooo.

De repente, não mais que de repente uma modinha toma conta… (Aí jura, Carol? Agora conta a novidade por que isso a gente já sabe). Bom dessa vez, a nova tendência(matando pandas sem discriminação. Sim toda vez que uso essa palavra um panda morre no mundo)  no quesito cabelo é a mistura do Brasil com o Egito(Carol, você não cansou de usar essa piada? Já deu migla), mas é um mix de trança com outra modinha do momento: os unicórnios. Aí nasceu a trança unicórnio, a ideia é imitar o chifre de um unicórnio com a trança feita no topo da cabeça.

São várias versões e todas lindas(não, não sei fazer, porque não sei fazer trança. Mas quem domina a arte da trança embutida parece bem fácil) pode usar uma versão mais fina ou mais volumosa, duas ou mais trancinhas, o que importa é deixa-la bem centralizada..

Eu já amei, já quero fazer em uma próxima ida ao cabeleireiro…Curtiram?

categorias: Beleza

Dramas de um cabelo: quando nada fica bom…

Sim, é um post da série white girls problems. Lá tô eu de volta com meus dramas de cabelo. Mas, sabe quando você não aguenta mais tratar, gastar rios de dinheiro em produtos(às vezes compro os produtos errados, veja aqui ó) e nada fica bom? Então…Simplesmente não tenho paciência para lidar com essas fases de transição (minhas pontas ficaram com cara de espiga de milho, o cabelo anda bem poroso depois de ficar meio loira). Sim, esse drama sempre volta depois que eu faço descoloração e leva uma vida para o cabelo recuperar. Enquanto não recupera eu sofro…Mas, ando fazendo umas coisinhas para amenizar a sofrência…

Ainda não abandonei a ideia do óleo de coco no cabelo, passo nas pontas antes de lavar e deixo uma hora.  Depois do cabelo seco (às vezes seco com o secador, principalmente se lavo à noite, se não deixo secar ao natural) eu uso o Rd Protein nas pontas, ele sela bem e diminui aquele aspecto palha. E para quê a chapinha Carolina se ela só estraga o cabelo?!?! Pois, então…eu gosto do cabelo enrolado nas pontas, ele enroladinho disfarça a espiga(Foca na foto lá em cima e o nível de espigamento, o meu tá assim nas pontas da frente do cabelo) e como não sei enrolar com babyliss eu enrolo com a mini chapinha que acho bemmm mais prático. Passo um protetor térmico para não estragar mais ainda…

Bom, esse foi mais um capitulo da série, meus cabelos, meu drama. E vocês o que usam no cabelo quando nada fica bom?