categorias: Beleza Comportamento

Eu não faço mais as unhas e tá tudo bem…

Outro dia estava na casa da minha mãe e ela foca nas minhas unhas. Pensei, lá vem sem orrrrrrr(Sim, minha mãe é dessas que fazem as unhas toda semana e acho demais, lindo, super apoio). E veio, né: Carolina, credo você não faz mais a unha? Não, mãe. Não faço mais. Aquele negócio ficou martelando na minha cabeça. Será que todo mundo que olha minhas unhas pensa assim? Será que tem alguma lei (que não sei onde está escrita) que me obriga a estar de unhas feitas?

Eu era a louca da unha pintada, fazia toda semana, se não conseguia ir ao salão perdia horas pintando e depois tirando o esmalte que eu coloquei. Aí veio um problema de descamação das unhas que sumiu depois que parei de usar esmaltes. Nessa eu percebi o quanto eu era escrava das minhas unhas e senti uma liberdade infinita de não “precisar” pintar mais toda semana.

Fiquei analisando que é super cultural, ter as unhas super bem feitas,  tipo um sinônimo de  cuidado. Pois é, nesse caso acho que virei uma descuidada. Só que não, afinal a gente não precisa estar de acordo com o que os outros esperam da gente. E quem me conhece sabe que eu tô anos luz de me descuidar ou de ser relaxada, só achei que podia me livrar dessa. Hoje só pinto as unhas quando tenho, um casamento, um evento ou quando me dá na telha. E virou algo tão especial pintar as unhas as vezes, que prefiro conservar assim. Então, para mim tá tudo bem não pintar as unhas.

E vocês como lidam com essa “obrigação” de estar sempre de unhas feitas?

obs: esse fim de semana eu fiz as unhas só para fazer uma graca, mas não me sinto nem um pouco. Obrigada a fazer na próxima semana

categorias: Moda

Cabelos Pêssego Neon: A mais nova modinha do Instagram.

Ai que vocês sabem que eu amooooooo uma modinha do instagram. Óbvio que mais de 99% por cento delas não falo e não faço nada, só observo. Outras bemmmm poucas eu me jogo. Essa está no roll daquelas que vou observar e comentar aqui com vocês. E se estava faltando algum lugar para o Neon anos 90 chegar(lembra aqui), não falta mais…

 

🍑⚡️🍑⚡️🍑⚡️🍑 #pulpriothair #pulpriot #neonelectric5000 #neonelectric

Uma publicação compartilhada por «« a m y h a y e s »» (@amyj.hayes) em

Feeling like a neon flamingo! 🖍: @luciapachecobeauty ✂️: @nicklanday • • • #pulpriothair #neonelectric #blondeAF #pixiecut

Uma publicação compartilhada por spindlezini (@spindlezini) em

O cabelo passa por aquela sofrência de descolorir. E essa cor é feita com um mix de um rosa brilhante e uma parte de laranja marcante. Acho xóvem e tem que sustentar(sou velha, né amores?)

Sim, mais um post da série todo mundo tá usando e eu não irei usar. Não acrescenta nada na sua vida, mas é só para você não dar uma de velha e se assustar caso você se depare com uma pessoa com esse cabelo por ai(uma vez quase avisei uma mocinha que tava com o cabelo colorido meio salsicha que a coloração dela tinha dado errado, mas sou educada e me calei)E vocês tem o expiritooooo xóvem e pintariam os cabelos nessa cor?

categorias: Moda

A culpa é da Leandra Medine: Eu quero um jeans mom.

Vocês lembram dessa tag?! Só pra começar nosso papo de hoje, quero deixar claro que adoro a Leandra Medine do Man Repeller. Primeiro, amooo pessoas autênticas(e fora da casinha), que não seguem padrões e não usa o o que todo mundo tá usando(apesar de eu querer ser ela no quesito estilo). Isso, por si só já me faria ama-lá por uma eternidade. Táaaaaa, mas não é disso que você veio falar, Carolina…

Sim, eu quero um Mom Jeans. Fui influenciada digitalmente pela Leandra e já que os anos 90 estão de volta, porque não(eu já tive uma linda nos anos 90 que eu acabei dando)?Adoro essa cintura mais alta, de lavagem clara de preferência e modelagem mais larga reta(não aperta a coxa e você sabem minha onda com o conforto). Tô vendo que vai ser igual a saga da calça boyfriend que só consegui comprar esse ano, mesmo desejando faz uns 3. Me desejem sorte.

E vocês curtem essa modelagem?