categorias: Compras Moda

Zinco e Estamparias Fofas


Bom, vamos começar o post com a nova coleção faminina e masculina da Zinco? Fazia tempo que não via uma coleção tão linda e desejável quanto essa. Primeiramente, vamos partir para a feminina. O outono/inverno da Zinco vem com sabor de liberdade. E para dar esse gostinho de liberdade, imagina quem é a garota propaganda? Tammy Di Califiori (lembra de Passione?). Preparem-se que agora vamos pegar o avião e viajar com a Zinco através do mundo!

A marca tentou trazer uma garota jovem, moderna e descolada que, após uma temporada de estudos em Nova York, sai em busca de novas referências e desafios por Paris, Moscou e Londres. Ou seja, algo bem aventureiro! Nas fotos de divulgação da campanha conta uma história incrível. Começa sua jornada pela França. Ao longo de sua estada, descobre em Paris o romantismo e, com ele, peças ricas em detalhes como babados e rendas.

O roteiro continua pela Rússia, onde o militarismo se faz presente nas estampas camufladas, nos broches e nas modelagens dos casacos. Já de volta à Europa, ela visita Londres, onde se encanta com a badalada vida noturna e com o agitado modo de vida local. A cada peça, a cada estampa e a cada lugar, ela se envolve com o tempo, a época e as características dos locais! Tudo muito incrível.

Todas querem! Rsrs. Os acessórios para o inverno da Zinco, são bolsas pequenas de mão e de ombro e também mochilas estampadas com temas da coleção.


Já o lado masculino, tomou um rumo totalmente diferente, mas que não deixa de ser desejável. A coleção masculina, representada pelo ator Caio Castro, também fez parte de uma longa história, só que agora, viemos para no Brasil. Marcado por bancos vermelhos acolchoados, paredes em azul claro, quadros e vinis, um bar retrô de São Paulo foi um dos cenários escolhidos para retratar o tema do outono/inverno da Zinco — o Rockabilly dos anos 50.

Um cenário bem Elvis Presley, sabe? Violão e música são as palavras-chaves para descrever o garoto Zinco desta coleção que adora usar blazers de alfaiataria e os tênis de cano médio, em cores como verde militar, marinho e cinza chumbo. Os focos maiores foram nos garotos que curtem shows e festivais de música. ADORAMOS!


O que me chamou mais atenção em toda coleção, foram as calças skinnys com cores lindas e lavagens modernas. Os acessórios chamam atenção os cintos e as carteiras de couro com queimas a laser. Bolsas e bonés também tomam conta da coleção masculina Zinco. Eu quero tudo daí!!!! TUDO!


Aproveitando o embalo, vamos falar da estamparia que está bombando nas passarelas e que com certeza, já virou tendência (creio que mundial). Estamos falando das estamparias das bocas e dos corações como vimos tanto nas passarelas internacionais como nas nacionais. Você usaria?


Nas passarelas nacionais (SPFW 2011) foi à estamparia que reinou e tomou de conta das passarelas do Reinaldo Lourenço e da Neon. Ambas as marcas, brincanram com a fofura das bocas vermelhas e hots. Na passarela do Reinaldo, ele combinou a estamparia de bocas com couro e detalhes pretos. Já na Neon, além de ter uma boca estampada no vestido (rosto da Rita Comparato), eles criaram peças com estamparia de bocas, O fofo está dominando tudo! Já é tendência, brinque e ouse nas ruas…


Já o Marc Jacobs, também brincou com a fofura, só que desta vez com corações. O estilista assinou uma coleção de acessórios onde todos possuem o formato de coração. Não é lindo? E você ta pensando que foi só na Marc by Marc que ele fez isso? O estilista também apostou nos coraçõezinhos na Louis Vuitton também. Posso dizer uma coisa? É uma coisa mais lnda que a outra. Vale a pena cada centavo! Ele deve ta muito apaixonado, né?


Obs: Ta rolando o segundo sorteio de aniversário do Alfinetes de Morango com apoio da Magenta

Participe, aqui.

categorias: Semana de Moda

Overdose de Estampa

Que tal falarmos um pouco sobre as estamparias dessa edição tão comentada do São Paulo Fashion Week? Afinal, as estampas são o que dão vida as peças desfiladas, não é mesmo? Sem estampa, não existe arte, nem criatividade.

Amapô – Se quisermos falar de estampas, esse é um ótimo desfile para debater sobre o assunto. Uns falam que as estilistas da marca, Carolina Gold e Pitty Taliani usaram tantas informações nas estampas que tirou o foco das peças. Já outros dizem que foi uma verdadeira arte. O objetivo principal do desfile da Amapô foi tentar misturar duas estampas como a colorida ao xadrez e que tivesse um ótimo resultado. Peças com estamparia diferente como o Jeans pintado à mão, paetês tridimencionais, veludo, seda, tricôs, tules, veludos e devorês coloridos e estampados marcaram o desfile. Achei bem homeless chique.

 

Colcci – Já a colcci foi para um lado totalmente diferente das demais marcas. A marca apostou no quadriculado e no seu ponto forte que é o Jeans. Diversificaram um pouco na cartela de cores usando a cinza, camelo, azul e salmão. Também foi desfilados materiais como o couro, lãs pesadas, renda e tricô. O denim também apareceu no desfiles, só que com lavagens manchadas (não muito), amassado e estampado com carimbos florais.

 

Neon – Esse sim me encantou totalmente com o seu glamour e poder. As estampas desse Inverno da marca Neon mudaram totalmente o rumo do Verão, que agora, estão com estampas mais alegres. Os estilistas, Dudu Bertholini e Rita Comparato, tiraram os quadros das paredes e colocaram no desfile com estamparias de Baianas, dégradés de P&B, óculos, mãos, luvas, corações, bocas, laços ópticos, We Love Neon, Preto, vermelho, bloco de cores e bordados colorindo as peças. A peça mais marcante do desfile foi o rostinho da Rita Comparato estampado em um vestido. Digno e criativo!

 

Reinaldo Lourenço – Essa coleção Inverno do Reinaldo Lourenço foi bem alta costura. O estilista usou estampas como o couro (em peças bem sensuais com grandes decotes), pele, tule, mousseline, cetim e uma estampa bem alegre e diferente de bocas misturadas em tons de vermelho e preto. O estilista retratou muito bem a alta costura em peças finas e altamente bem estruturadas!

 

Ronaldo Fraga – Esse desfile, comandado pelo estilista Ronaldo Fraga, merece o prêmio aqui do Alfinetes de Morango de melhor estamparia (até agora) nessa edição do SPFW. O desfile foi só estamparia! O estilista fez recortes, bordados de paetês, costuras que formam florais, colagens de gravuras, recortes das roupas, máscaras, gravuras e fotomontagens inspiradas nos azulejos de Brasília. Misturou moda + arte + criatividade + essência Ronaldo Fraga. Isso sim é moda de verdade!

 

Triton – O desfile da Triton, marca comandada pela estilista Karen Fuke, teve uma estamparia diferente das demais marcas que foi a “mix and match”. Essa estamparia é muito interessante, pois ela reproduz padronagens florais com efeitos metalizados. Além dessa estamparia, foram desfilados materiais como matelassê, algodão, bordados, brocados, lã, metalizados, pele falsa, rendas, veludo trazendo assim diferentes tipos de estampas em peças como saias assimétricas; vestidos e paletós com a cintura marcada por cinto fino.

Gostaram da overdose de estamparia?