categorias: Moda

É um travesseiro? Uma almofada? Um sofá? Não é a bolsa que a última moda entre as influencers.

Bem meus amores, só esse título enorme já conteria todo o conteúdo de um post..Enfim..não consegui ser sucinta. Glam Slam , esse é o nome da nova “bolsa” que está causando uma sensação no universo dos street style da vida. Assinado pela Maison Martin Margiela , este novo modelo é no minimo estranho…  me lembra de longe o modelo Cocoon da Chanel, que é de nylon e com um matelassado meio puff(Só que Glam Slam é de couro, deve ser super pesada, tenho traumas..).

Galeria de imagens

A Glam Slam está disponível em cinco tamanhos diferentes (pequeno, médio, grande, clutch e dois em um), a moda pegou porque tem uma variedade de tons imensa: vermelho, branco, bege, preto, prata, malva…Ela virou uma das bolsas favoritas nas semanas de moda. Ela não é nada barata, tem um preço que varia de 1300 e 2100 dólares. A Farfetch no Brasil vende uma média por 15.000 reais uouuuuuuuuuu. Acheicaro.com

Bom, agora vamos combinar que essa bolsa  lembra uma almofada/sofá capitonê. Vai que não lembra??

categorias: Viagens

Santos: dicas de um fim de semana.

Olha eu aqui de novo com as dicas de fim de semana….Vamos manter a ideia de dar algumas dicas de viagem para lugares que eu já fui e amei….Bom, vou dessas vez não é um lugar que simplesmente eu fui, mas trata-se do lugar que eu nasci…Santos…Não é fácil falar da sua cidade , já que todas atrações são comuns e corriqueiras todas vez que eu vou lá..Mas, vamos nesse esforço de reunir o que tem de melhor para fazer nesse lugar que é tão especial para mim. Ahhh..Nem vou entrar na seara da praia, porque né? Santos tem 7 km de praia para todos os gostos..(sempre gostei muito do Embaré e do Boqueirão, mas se você ama andar/correr tem muita praia para isso). Vou direto aos lugares que adoro ir…

Passeio de bonde no Centro Histórico-  É uma sensação de voltar no tempo, esses bondes são uma fofura. Confesso que nunca andei. Acredita? Mas, sempre vejo o bonde circulando na cidade e morro de vontade. Tem uma linha de 5 bondes e um trajeto de 5 km que cobre todas os pontos turísticos  do Centro  histórico de Santos e um passeio que dura 40 minutos e sai do Valongo.

Museu do Café-  Localizado na Bolsa Oficial de Café, no Centro Histórico, o prédio é lindo. Tem um vitral espetacular de Benedicto Calixto. A sala do pregão da bolsa (da foto) revela o tanto que o café foi importante na no inicio do século XX. Isso tudo está “contado” no museu. Além de tudo dá para provar cafés maravilhosos na cafeteria de lá.

Morro da Asa Delta- Esse morro fica na divida entre Santos e São Vicente. Tem dois jeitos de subir de teleférico (em São Vicente) ou de carro por Santos. Esse morro eu já subi muitas vezes, meu irmão voava de paraglider e quase todo fim de semana que tinha vento estava lá. Além da vista linda da orla da praia de Santos, se o tempo estiver bom é possível descolar um voo duplo de paraglider ou de de asa delta.

Orquidário- Passei boa parte da minha infância no Orquidário em Santos. Minha mãe trabalhava em alguns projetos de educação ambiental por lá e vira e mexe estava eu andando entre as plantas e bichos do local. Existem por volta de 450 animais , entre eles pavões, macacos, cutias, araras, jabutis e muita vegetação. Tenho uma memória afetiva do lugar que parece uma floresta no meio da cidade.

Pinacoteca Benedicto Calixto- O casarão por si já encanta. Ele faz parte da época rica do café. Pertenceu a um alemão  Anton Carl Dick, que tinha um curtume na região. O lugar pertenceu a muita gente, já foi asilo, já foi pensionato, já foi cortiço, até virar em 1986 da Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto. Tem um acervo  227 telas de vários artistas e objetos pessoais de Calixto. O lugar tem um agenda cultural super legal, além de um café/restaurante maravilhoso aos fundos. Vale a pena ir…

E para mais algumas dicas legais sobre a cidade, não deixe de conferir o post “O que fazer em Santos: guia de viagem“!

E aí já foi a Santos? Qual a sua memória da cidade?

categorias: Moda

Usando macacão como se não houvesse amanhã.

Vocês me conhecem quando eu cismo com uma peça…sai de baixo. Fico obcecada, além de procurar em várias lojas, eu só ando com ela. Essas últimas semanas tem sido o caso do macacão. Eu tenho algumas peças que variam do macacão longo ao macacão curto, que eu amoooo. Sabe quando a dia que a gente sai de casa com pressa e não quer pensar muito para se vestir. Acho que o macacão resolve todos esse dilema.

Na minha onda conforto, acho macacão super confortável. Claro que no que diz respeito às silhuetas,  existem muitas variações de cortes e formas. Eu sempre vou preferir os que deixam as coxas soltas(já falei algumas vezes que não curto muito de nada agarrando minhas pernas. Nem o boy hahahaha). Mas, óbvio tudo depende da sua escolha pessoal, tem gente que se sente super bem com um modelo mais justinho enfim…

Outra coisa que amo são os sem mangas de alças fininhas(se for desses modelos com nozinho e corte lateral, ganham meu coração real) …Estou adorando não usar sutiã e esses modelos são ótimos para isso. Agora se você não consegue sair de casa sem sutiã, você pode escolher um com alça mais larga, um ombro só ou até um de manga comprida. Há quem prefira os tomaras que caia, mas vocês sabem que eu não curto esses modelos (não tenho peito para isso e o modelo tomara que caia, no meu caso cai mesmo).

Uma coisa que eu acho legal na hora de escolher um modelo é procurar um que marque (nem que discretamente, de leve) a cintura. Como é uma peça interiça, acho legal marcar um ponto focal… Se você achar um modelo que amou e não nada que marque a cintura, calmaaaa, não se desespere. Dá para “marcar a cintura” com um lenço, uma echarpe, um cinto…

Eu já falei que o macacão é super versátil, né? A gente tem uma visão de que quando vamos a algumas ocasiões formais, muitas vezes temos a mentalidade de pensar que um vestido é sua única opção. Tenho visto em muitos red carpet e casamentos algumas mulheres optando pelo macacão. Enquanto um vestido pode ser uma das escolhas “segura”, raramente terá o mesmo impacto que um macacão. Tem a cara da surpresa …e fique super elegante..

E quanto aos acessórios? Alguns modelos de macacão podem ir da balada a um passeio no parque, principalmente os curtos. É uma peça super versátil, que se você coloca um salto, fica arrumada, ou se  você prefere um tênis (eu sempre opto pelo tênis para tudo, até para balada) fica com a aquela vibe conforto descolado.  Aí no quesito acessórios o céu é o limite, dá para criar várias propostas, usando um brinco legal, um lenço no pescoço, uma bolsa diferente…

Agora se for para escolher um apenas eu ficaria com o macacão preto, um super básico mesmo, que eu possa usar com um salto, um tênis ou sandália e ele vá se adaptando ao meu estilo do dia.

E vocês curtem um macacão, qual o modelo preferido de vocês?