categorias: Viagens

Woodbury por Lyanna Vanessa-Dicas de Viagem

Ontem tava no Twitter viciada e lendo o que tomo mundo escreve, mas ontem uma pessoa super querida nossa leitora do blog a Lyanna, twittava dicas incríveis de NYC.

Como sei que estou em débito com vocês, com as compras de NY.
Convidei a Lyanna para dar a visão dela sobre o Woodbury, o Outlet em New Jersey Que tem ótimas oportunidades de comprinhas pra quem  passar por NYC, e tiver um dia sobrando. Vale a visita…
A Lyanna conta mais pra vocês:


Calvin Klein, Diesel, DKNY, Tommy Hilfiger, Nike, Puma, Adidas, J. Crew, Michael Kors, Diane Von Furstenberg, Dolce&Gabanna;, Ralph Lauren, Armani e muitas outras marcas.

São 220 lojas, isso mesmo que vc leu. O lugar é enorme e acredite: vc precisará de um plano de ataque militar para não se perder – literalmente -, e não deixar que a Becky Bloom baixe com força na sua pessoa.

Primeiramente, acesse o site do Woodbury e faça um cadastro no VIP CLUB. Imprima o voucher e

quando chegar ao Woodbury dirija-se ao Centro de Informações que fica na Praça de Alimentação e troque o voucher pelo livro de descontos.
Além, dos preços das lojas já com descontos, vc terá outras vantagens com os tickets do livreto.
Porém, nem todas as lojas acumulam seus descontos com o livro, porque tem umas pechinchas inacreditáveis que se você ainda utilizasse o livrinho, estaria ganhando de presente o produto, mas sempre tenha em mãos e pergunte se a loja aceita os tickets.

Antes de começar as compras você precisa desvendar o caminho.
O Woodbury não fica em Manhattan, fica no Central Valey, NY, agradável região de montanhas e numa viagem curtinha de pouco mais de 1 hora você chega lá. São três opções de transporte: de ônibus, que você pega em Port Autorithy; de carro (recomendo alugar um e pedir pra programar o GPS para o Woodbury, não tem erro); ou em tours de compras.
A minha turminha cogitou alugar um carro, mas como ninguém tinha carteira de motorista internacional, que não é necessário, resolvemos não arriscar. Fomos num tour com outros brasileiros.

No mesmo centro de informações onde você pega o livro de descontos, pegue também o mapa. O Woodbury é dividido em setores por cores. Circule no mapa as lojas que lhe interessa em cada setor e só passe para o setor seguinte quando esgotar o que vc está.
Não esqueça que o Woodbury é gigante e se ficar rodando feito uma barata tonta, no final do dia andou uma maratona e não aproveitou muita coisa. Bem, vc vai andar muito de qualquer jeito, procure ser objetiva e seguir seu plano de ataque.


No meio do dia vc sentirá sede, fome e vontade de ir ao banheiro. Não passará aperto. Há uma estrutura muito boa na praça de alimentação, banheiros (limpos) e telefones públicos.

Nessa época do ano escolha uma roupa super confortável e fresquinha pra encarar essa jornada e não esqueça o protetor solar. Não há cobertura entre as lojas e andará no sol. Aliás, que sol quente!!!

Passei 7 horas no Woodbury e ainda esqueci de passar na Salvatore Ferragamo pra comprar minha sapatilha. Então siga seu plano.

O Woodbury funciona das 10 às 21 horas.
Liberte ou não a Becky Bloom e divirta-se.

Adoramos a colaboração da Lyanna, super querida..e vocês..gostaram???
categorias: Viagens

Tem coisas que só a Dori explica

Coisa de maluco, em Candem Town, um lugarzinho excêntrico de London existe o Candem Market , que é uma piração que uma hora conto com detalhes..

Mas o foco desse post é essa piração que encontrei por lá...o Wonda fish
E uma nova maneira de fazer o pé, um fish pedicure.

Eles usam centenas de peixes Garra Rufa, que mordiscam as suas cutículas e as peles mortas da pele, que segundo eles é massageante e relaxante. As pessoas enfiam os pés nesses tanques e os peixes fazem o serviço.

Os preços variam conforme o tempo:
15 mins £10
30 mins £18

E ae, pessoas, vão abandonar o alicate e mergulhar na onda dos amiguinhos da Dori???
categorias: Viagens

Eles vão invadir o mundo


Pelo menos Londres eles já invadiram…Depois que li
esta notícia
que eles copiaram e aumentaram o Big Ben, não tive mais dúvida.
Quem já foi pra Londres já viu as mulheres árabes riquíssimas (mas eu tô falando de zilhões de dinheiro) que adoram comprar zilhões na
Harrods.

Aliás, a Harrods foi comprada a pouco pelo o Emir do Catar, marido da Mozah Bint Nasser Al Missned, a musa das muçulmanas.


Só para se ter uma idéia da dinheirinho a Harrods. Um negociozinho de 2,1 bilhões de dólares.


Ao entrar na Harrods, parece que você foi para um país de origem árabe e esqueceram de te avisar…
E uma mar de muçulmanas desfilando com suas bolsas Chanel, Hermés, Fendi, e por aí vai.




Todas com suas  niqab, burkas, Khimar (diferentes tipos e denominações aos véus e vestes islâmicos)

Varia muito , das tradicionais que só usam preto, daquelas que só usam o lenço, enfim..



O niqab. Este véu é geralmente utilizado por aqueles que usam o véu completo. Composto por um véu cobrindo os cabelos e outra para cobrir o rosto, deixa apenas os olhos. O niqab espalhou-se sob a influência do Islã wahabita no mundo muçulmano, particularmente nos países do Golfo Pérsico, especialmente em áreas urbanas. Algumas mulheres adicionar óculos e luvas e uma máscara. Fonte BBC

O Fato é que mulheres são mulheres em qualquer canto do mundo. Mas,  elas árabes tem muito mais cifras no cartão de crédito pra gastar. E como vivem, ainda sobre a repressão ou não do véu ostentam nas lojas ocidentais onde esse dinheiro pode aparecer, em forma de bolsas, sapatos, lenços e maquiagem, muita maquiagem…
Isso sem contar nos homens que desfilam seus carros esportivos, mas isso é assunto pra outro post..